Ministro cobra verba para Turismo e reconhecimento para PTB

O ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia (PTB), disse hoje que o PT terá que "aprender a partilhar o poder" e que o PTB quer ser reconhecido como um aliado fiel na reforma ministerial. "O presidente é quem decide se haverá um novo ministério (para o PTB), mas queremos o reconhecimento pela postura que mantivemos ao participar da coalizão, cumprindo todas as obrigações de um aliado", disse ele, durante um coquetel na Base Naval da Marinha, na Ilha de Mocanguê (Região Metropolitana)."Apesar de ter saído vitorioso nas eleições municipais, as derrotas em São Paulo e Porto Alegre serviram para o PT ver que tem que aprender a partilhar o poder. Toda coalizão tem um partido dominante, mas não um proprietário", afirmou, referindo-se à dificuldade do partido em conquistar o apoio do PT em alguns municípios. "Nós abrimos mão de várias capitais para nos aliar ao PT, mas a recíproca foi mais difícil", disse Guia. Apesar das críticas, ele negou a possibilidade de o PTB assumir uma postura de independência em relação ao governo, como chegou a declarar o presidente do partido, o deputado federal Roberto Jefferson (PTB - RJ)."Não tem nada disso, o que queremos é que os quadros do partido sejam fortalecidos e que o ministério seja prestigiado com um orçamento maior", afirmou, acrescentando que isso já vem ocorrendo, já que a previsão orçamentária de 2005 para o Ministério do Turismo prevê um aumento de 70% em relação aos recursos disponíveis neste ano. Guia elogiou a atuação de petistas como o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, o secretário-geral da Presidência, Luiz Dulci e o presidente nacional do PT, José Genoino, que, segundo o ministro, "estão criando as melhores condições de governabilidade que o País já teve". Para ele, a reforma ministerial está sendo conduzida com "maestria" pelo presidente Lula e irá resultar na consolidação de uma base aliada maior do que a do governo Fernando Henrique Cardoso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.