Ministro ataca Aécio e diz que povo não vai deixar PSDB voltar ao poder

Gilberto Carvalho rebateu críticas feitas pelo tucano à presidente Dilma Rousseff nesta segunda

Rafael Moraes Moura, Agência Estado

04 de março de 2013 | 22h51

BRASÍLIA - Em uma contundente resposta ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse nesta segunda-feira, 4, que o povo não vai deixar que "governos neoliberais" representados pelo tucano voltem ao poder.

"(Nosso governo) Está aberto, sim, para críticas e está de peito aberto para ouvir as críticas, mas fundamentalmente é solidário ao povo, ao contrário dos governos neoliberais que esse senador representa e que quer voltar a governar um dia o País, mas o povo não vai deixar", disparou Carvalho, ao discursar na abertura do 11º Congresso Nacional de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, em Brasília. "O povo sabe quem está com ele, quem caminha com ele."

Durante evento em Goiânia, Aécio Neves acusou o governo federal de levar "à bancarrota patrimônios públicos como a Petrobras". O tucano também disse mais cedo que o Palácio do Planalto "tirou os olhos de 2013 e focou 2014". "Governo que acha que pode acabar com a pobreza por decreto merece ser enfrentado e combatido", criticou Aécio na capital goiana.

Carvalho fez questão de rebater as críticas do senador durante o discurso. "O fim da miséria, conseguido graças a luta de vocês e a eleição de um governo popular, que olha pro povo, o fim da miséria é apenas o começo. É apenas o começo de uma longa luta. Ao contrário do que disse o senador, que irresponsavelmente nos ultimos dias, (disse) que nós queremos extinguir a miséria por decreto, não é isso, não, senador. Não estamos extinguindo a miséria por decreto", rebateu Carvalho.

"Esse governo não abandonou o seu povo e por isso a miséria está nos abandonando, estamos levantando a dignidade desse povo, porque nós tivemos com esse povo, e ao contrário de governos anteriores, tivemos a coragem de ouvir esse povo, de receber esse povo no Palácio, de destinar os recursos públicos para esse povo, através do Bolsa Família, Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), ProUni (Programa Universidade para Todos), essa é a marca de um governo que caminha com o povo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.