Ministro anuncia reinício de obras em estradas

A partir da semana que vem deverão ser retomadas as obras de restauração e recuperação de estradas, que estavam paralisadas por falta de pagamento às empreiteiras, informou nesta quarta-feira o ministro dos Transportes, Anderson Adauto, aos membros da comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados.A área de transportes foi a maior beneficiada com a liberação de recursos do Orçamento da União que estavam contingenciados desde o início do ano. Segundo o ministro, a retomada dos trabalhos será possível devido a um acordo firmado com 111 construtoras filiadas à Associação Nacional das Empresas de Obras Rodoviárias (Aneor), para o pagamento dos restos a pagar, calculados em R$ 670 milhões.Metade será pago neste ano e o restante será quitado em 2004. Ele informou ainda que a rodovia Belém-Brasília também será beneficiada com obras de restauração, por ser uma das que se encontram em piores condições no País. ?Em 15 dias será dada a ordem de serviço para a recuperação?, prometeu.Embora o ministro tivesse sido convidado pela Comissão para falar sobre o programa de revitalização das ferrovias, foi cobrado pela situação das estradas. Ele pediu apoio para que os recursos da Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico (CIDE) incidente sobre combustíveis seja repassada para o ministério.?Sem a Cide ou sem outros recursos permanentes, é impossível pensar em infraestrutura no Brasil?, disse Adauto.Ele alertou os deputados de que, mesmo com a normalização dos investimentos públicos, serão necessários de oito a dez anos para que a situação da infra-estrutura de transportes no País, em todas as modalidades, atinja a normalidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.