Ministro afasta médicos e funcionários que lesaram SUS

Um grupo de quatro médicos e três funcionários do Hospital Cristo Redentor, de Porto Alegre, foi demitido por justa causa por fraudar licitações, cobrar dos pacientes cirurgias feitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e adulterar documentos para obter ressarcimento por procedimentos não realizados. A informação foi divulgada pelo ministro da Saúde, Humberto Costa, nesta sexta-feira, em Porto Alegre, como resultado de um processo administrativo que investigava as irregularidades desde setembro do ano passado. O Hospital Cristo Redentor é uma das quatro unidades do Grupo Hospitalar Conceição (GHC), mantido pelo Ministério da Saúde na capital gaúcha. A apuração das fraudes, que ocorriam desde 1996, começou em setembro do ano passado, após pedido de esclarecimentos do Tribunal de Contas da União. Durante a investigação 15 médicos e funcionários foram afastados. Oito deles serão reintegrados porque não foi comprovado que tenham participado das fraudes. O GHC não divulgou os nomes das pessoas afastadas para evitar processos por dano moral.Na área de próteses e órteses, as principais irregularidades comprovadas foram adulteração de notas de sala cirúrgica comquantitativos maiores do que os realmente usados e processos de compra efetivados após o material ser colocado empacientes. Com isso, os participantes do esquema aumentavam suas remunerações. A investigação também encontroucobrança indevida de cirurgias feitas pelo SUS.Pacientes que faziam consultas nas clínicas particulares eram orientados a procurar o mesmo médico no horário em que eleestava no plantão no hospital público. Internados como caso de emergência, eram imediatamente operados pelo SUS. Mas nempor isso deixavam de pagar valores entre R$ 1 mil e R$ 1,8 mil aos médicos, em transações comprovadas por testemunhos,cheques nominais, depósitos em contas bancárias e notas fiscais de clínicas privadas para o mesmo procedimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.