Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Ministras repudiam Bolsonaro por ofensa a Maria do Rosário

Durante seu discurso na Câmara na última terça, Bolsonaro afirmou que não 'estuprava' Maria do Rosário' (PT) porque ela 'não merece'

NIVALDO SOUZA, Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2014 | 17h26

As ministras Eleonora Menicucci (Política para Mulheres) e Ideli Salvatti (Direitos Humanos) repudiaram nesta quarta-feira, 10, em nota conjunta, o discurso do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) na tribuna da Câmara, no qual ele disse que não "estuprava" a deputada Maria do Rosário (PT-RS) porque ela "não merece". (Veja o vídeo aqui)

"É inaceitável que um deputado utilize seu posto para liderar um discurso de ódio a um crime que atinge, humilha e reduz as mulheres", disse Eleonora Menicucci, que leu nota durante a premiação do 20º Prêmio Direitos Humanos.

A ministra lembrou que o estupro é crime hediondo e que afirmou que a fala de Bolsonaro estimula a violência sexual contra as mulheres. Ideli Salvatti comentou, em seguida, que a representação aberta contra o parlamentar será importante para a "cassação de uma pessoa que tem esse comportamento e não merece representar o povo brasileiro no Congresso".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.