Ministra quer modernizar Forças Armadas da Colômbia

A ministra da Defesa designada da Colômbia, Marta Lucía Ramírez, planeja fortalecer e modernizar as Forças Armadas colombianas. "Vamos trabalhar para conseguirmos um exército com 100 mil soldados profissionais e para que a comunidade apóie muito mais o trabalho das forças militares", disse Ramírez. "Dentro desta política estão a luta contra o narcotráfico e todas as atividades à margem da lei que geram tanta violência". O presidente eleito Alvaro Uribe prometeu elevar o número de soldados profissionais, que atualmente é de 55 mil, e criar uma rede de um milhão de informantes para auxiliar os militares. Além disso, propôs aumentar a 200 mil o número de agentes policiais, quase o dobro do atual.Ramírez, uma advogada de 48 anos que atualmente ocupa o cargo de embaixadora da Colômbia na França, é conhecida e respeitada principalmente por seu trabalho como ministra do Comércio Exterior do governo Andrés Pastrana. Enquanto ocupou a pasta, as exportações cresceram vertiginosamente.Também durante sua gestão, Ramírez conseguiu estabelecer contatos no exterior que podem ser úteis na captação de recursos. Isto porque, segundo especialistas, serão necessários em torno de US$ 4 bilhões para pôr em prática o plano militar de Uribe. "Vamos necessitar de apoio internacional", afirmou ela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.