Ed Ferreira/AE
Ed Ferreira/AE

Ministra pede 'transição harmônica' com mudança de líderes da base

Após troca de lideranças mal recebida pela base aliada, Ideli Salvatti espera que boa relação se mantenha

Eduardo Bresciani, estadão.com.br

14 de março de 2012 | 15h57

BRASÍLIA - O ministro de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, pediu uma "transição harmônica" na mudança de líderes da base aliada no Congresso. A presidente Dilma Rousseff trocou na última terça-feira Cândido Vaccarezza (PT-SP) por Arlindo Chinaglia (PT-SP) na liderança da Câmara e Romero Jucá (PMDB-RR) por Eduardo Braga (PMDB-AM) no comando governista no Senado. As trocas foram mal recebidas por grande parte da base.

"Esperamos que essa transição continue harmônica como tem sido a relação do governo com a base até agora. Nós vamos continuar votando matérias importantes. A base nunca nos faltou", disse a ministra.

Ideli participou de uma reunião de líderes governistas na Câmara, a primeira sob comando de Chinaglia. Ela deu uma rápida entrevista na qual agradeceu o trabalho de Vaccarezza e Jucá e procurou enfatizar que o Congresso tem sido "parceiro" e "solidário" com o governo. A ministra segue agora para uma reunião com Braga e os líderes no Senado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.