Ministra do STF nega pedido ''ininteligível''

A ministra Ellen Gracie, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou pedido de um advogado que alegou violação a várias leis e tem como requeridos o ex-presidente Itamar Franco, o Congresso Nacional, o Tribunal de Justiça de São Paulo, o 15º Ofício de Imóveis da Capital, o Instituto de Previdência Estadual, a Santa Casa de Misericórdia e a Assembleia Legislativa. De acordo com o ministra, a petição do advogado estava "extensa e ininteligível".

, O Estadao de S.Paulo

08 de agosto de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.