Andre Dusek/AE
Andre Dusek/AE

Ministra afirma que acordo com servidores não será alterado

Miriam Belchior descartou que servidores do Judiciário, que permanecem em greve, obtenham aumentos maiores do que os já concedidos

Tânia Monteiro, de O Estado de S. Paulo

09 de novembro de 2012 | 17h25

BRASÍLIA - A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, declarou nesta sexta-feira, 9, que não há possibilidade de os servidores públicos terem aumentos maiores que os 5% ao ano, pelos próximos três anos, que foram acertados quando houve a definição do Orçamento. Miriam descartou ainda que servidores do Judiciário, que permanecem em greve, obtenham aumentos maiores do que os já concedidos. Para ela, não há chance de se reavaliar nada.

"Essa foi a proposta. Fizemos acordo com 93% dos servidores. Os projetos de lei estão no Congresso para serem aprovados, e a previsão orçamentária também está na lei orçamentária de 2013", declarou a ministra. Ela acrescentou ainda que o governo fez "um amplo processo de discussão com os servidores" e chegou a esse acordo assinado por três anos, que não será alterado.

Questionada se a greve dos juízes poderia levar o governo a oferecer algum porcentual diferenciado para o Judiciário, a ministra Miriam respondeu: "Não achamos justo dar tratamento diferenciado entre as diversas categorias. Fizemos uma proposta comum para todos, com poucas exceções que são a área da saúde e militares. Com o Legislativo foi feito o acordo de 5% para 2013, 2014 e 2015 e não vemos razão para tratar de forma diferenciada outras categorias".

A ministra participou na manhã desta sexta-feira do III Fórum Interconselhos, evento realizado com o objetivo de apresentar e debater a proposta de monitoramento participativo do Plano Mais Brasil - Plano Plurianual (PPA) 2012-2015.

Tudo o que sabemos sobre:
Servidoresaumento salarial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.