Ministérios fazem parceria para recuperar estradas federais

Os ministros dos Transportes, Anderson Adauto, e da Defesa, José Viegas Filho, oficializaram a parceria entre os dois ministérios para recuperação de estradas federais. Eles assinaram uma portaria conjunta que permite uma cooperação, não só na construção e recuperação de rodovias, como também na fiscalização dessas obras. Adauto disse que existem hoje, no Brasil, 11.500 quilômetros de trechos rodoviários federais em estado crítico que não precisam somente de uma operação tapa-buraco, mas de uma recuperação e, em muitos casos, praticamente de uma nova construção. Ele espera que, até meados do próximo ano, seja possível recuperar metade dessa extensão. Ao todo, a malha rodoviária federal tem 52 mil quilômetros. Adauto informou que, para este ano, mesmo com contingenciamento, estão disponíveis R$ 700 milhões para recuperação de estradas. Mas ele pretende conversar com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a possibilidade de aumentar essa verba. Adauto espera concluir a recuperação dos trechos críticos até meados de 2005. Para recuperar toda a malha, segundo ele, seriam necessários R$ 5 bilhões a R$ 6 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.