Gerson Monteiro/Estadão - 28/10/2012
Gerson Monteiro/Estadão - 28/10/2012

Ministério Público pede impugnação de prefeito eleito de Taubaté (SP)

Ortiz Júnior (PSDB) é um dos investigados por suspeita de corrupção na Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), presidida por seu pai, o ex-prefeito José Bernardo Ortiz

Gerson Monteiro, da Agência Estado

29 de outubro de 2012 | 18h34

TAUBATÉ - O Ministério Público Eleitoral de Taubaté (SP) pediu no domingo, 28, logo após o final do segundo turno da eleição municipal, a impugnação dos votos do prefeito eleito Ortiz Júnior (PSDB). Ele é um dos investigados por suspeita de corrupção na Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), do governo estadual. Seu pai, o presidente afastado da FDE e ex-prefeito de Taubaté, José Bernardo Ortiz, também faz parte da investigação sobre supostos abusos de poder econômico e político.

O promotor público Antonio Carlos Ozório Nunes, que entrou com o pedido de impugnação dos votos, afirma que a petição ajuizada às 17 horas de domingo, se for julgada no tempo em que sugere a lei, em torno de 40 dias, a cidade pode passar por um novo processo eleitoral para a escolha de prefeito, excluindo do pleito os envolvidos na suposta fraude. O promotor, entretanto, alerta que processos como esse, que envolvem muitos interesses e recursos na Justiça, pode se arrastar por um prazo indefinido.

Nunes está evitando falar com a imprensa. Segundo ele, o pedido para a Justiça analisar as denúncias foi feito somente depois da votação para evitar prejuízos à disputa e que o caso fosse explorado pelo oponente de Ortiz Júnior, o petista Isaac do Carmo. Procurado para comentar o caso, o candidato Ortiz Júnior informou, por meio de sua assessoria, que ainda não foi notificado pela Justiça, por este motivo não teria o que falar.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012Taubatéjustiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.