Ministério Público pede a cassação do deputado Rodrigo Maia

O Ministério Público Eleitoral no Rio de Janeiro pediu a cassação do diploma do deputado federal Rodrigo Maia (PFL), reeleito em 2006 e diplomado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) fluminense em dezembro de 2006. Acusado de abuso do poder político, Rodrigo Maia é filho do prefeito do Rio de Janeiro, César Maia (PFL-RJ), que teria usado o cargo para favorecê-lo.Segundo o site do TSE, existem duas representações contra Rodrigo Maia na Justiça Eleitoral fluminense. Segundo o procurador Regional Eleitoral, essas ações evidenciariam o favorecimento.Dois fatos foram levantados. Uma reunião que aconteceu durante a campanha eleitoral e teve a presença 350 funcionários da Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb), além do próprio diretor-presidente da empresa e os candidatos Rodrigo Maia, Rodrigo Dantas e Eider Dantas. No evento, teriam sido distribuídos kits com santinhos, panfletos e adesivos do candidato.E o uso da máquina administrativa municipal com a realização de obras públicas pelo prefeito César Maia para favorecer a candidatura do filho. Entre as obras acertadas em troca de votos, estariam o asfaltamento de ruas, iluminação de vias públicas e urbanização de praças em bairros da zona oeste da cidade do Rio de Janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.