Ministério precisa coibir abusos da PF, diz Gilmar Mendes

Ministro do STF disse considerar a divulgação de imagens dos presos na Operação Voucher 'lamentável'

Anne Warth / SÃO PAULO, Agência Estado

15 de agosto de 2011 | 11h19

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes criticou nesta segunda-feira, 15, a divulgação de imagens de suspeitos presos com algemas durante a Operação Voucher, da Polícia Federal. "Eu acho esse episódio de todo lamentável. Os senhores conhecem bem minha posição. Na Presidência do STF, chamei atenção para os abusos que estavam sendo cometidos nas várias operações. O STF deu a resposta com aquela súmula 11, das algemas, e acredito que é preciso realmente reagir", afirmou.

 

Na opinião dele, o Ministério da Justiça precisa reagir e coibir esse tipo de abuso. "Acho que o Ministério da Justiça tem de reagir firmemente a esse tipo de abuso, abuso que se comete com presos conhecidos, presos anônimos. É preciso realmente encerrar essa quadra no Brasil."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.