Ministério nega existência de ‘Esporteduto’

O Ministério do Esporte divulgou nota em que acusou o jornal O Estado de S. Paulo de veicular "inverdades" na reportagem "Esporteduto" montado por PC do B controla postos e verbas do ministério, publicado na edição de domingo.

AE, Agência Estado

25 de outubro de 2011 | 08h19

"O jornal não ouviu o ministério sobre esses dados, que tratam da filiação partidária de prefeitos e governadores que mantêm convênios com esta pasta", afirma a nota, ignorando o fato de que a versão do ministério foi publicada, também edição do domingo, sob o título Em nota, pasta diz que faz parcerias por todo o País.

A reportagem, diferentemente do que alega o ministério, não tratou da "filiação partidária de prefeitos e de governadores", mas da existência de militantes do PC do B em postos-chave de municípios que estão entre os maiores beneficiários de repasses do programa Segundo Tempo. A maioria desses militantes está em secretarias municipais de Esportes.

"O Ministério do Esporte reafirma não se pautar por interesses partidários ou pessoais para celebrar convênios ou quaisquer outros atos administrativos", afirma a nota, publicada no site do ministério. "Convênios são celebrados com entes e não com pessoas." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.