Ministério empregará servidores temporários

O Ministério da Previdência Social divulgará na próxima terça-feira um edital de licitação para a contratação temporária de funcionários que atuarão nas agências e postos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em todo o País, em substituição a servidores públicos federais em greve. A decisão de contratar esses empregados está apoiada no pacote de medidas antigreve apresentadas pelo governo federal na terça-feira. Pelos cálculos do ministério, num primeiro momento, deverão ser contratados cerca de 500 trabalhadores. Dos 32 mil funcionários do INSS, 15 mil estão greve, segundo o ministério. O Ministério da Previdência quer também que os outros 17 mil que continuam trabalhando possam ser reaplicados para atender o público nas 1.135 agências espalhadas pelo Brasil. A pasta anunciou também que serão exonerados cerca de mil servidores que ocupam cargos de confiança e tiveram participação no movimento grevista. O INSS faz o levantamento desses trabalhadores, e a exoneração deve começar na segunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.