Ministério é responsabilidade de FHC, diz ACM

O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) contestou a afirmação do presidente Fernando Henrique Cardoso, feita durante a Convenção do PSDB, de que o partido não é o responsável pela crise de abastecimento de energia elétrica no País. Segundo Fernando Henrique, não haveria crise, atualmente, se à frente dos órgãos do Ministério de Minas e Energia estivessem representantes do PSDB. Magalhães, interpretando a declaração do presidente como uma crítica ao PFL, de onde saíram vários ministros da área, disse que não fez indicações para o Ministério de Minas e Energia: "Se eu indico, estou tirando a autoridade do presidente". Ele criticou Fernando Henrique, afirmando que ele está na Presidência da República há seis anos e, portanto, teve tempo suficiente para verificar se os ministros (pefelistas, no caso) eram bons ou não. "Conseqüentemente, o presidente não foi feliz na sua declaração", avaliou Antonio Carlos Magalhães.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.