Ministério dos Transportes espera investir R$ 4 bi

O ministro dos Transportes, Alberico Lima, informou que o ministério terá, neste ano, R$ 4 bilhões para investir em programas de infra-estrutura de transportes. Esses recursos, segundo ele, já estão assegurados e vêm da arrecadação da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), estimada em R$ 7 bilhões neste ano. Com isso, o orçamento do Ministério, que tem sido de cerca de R$ 2,5 bilhões a R$ 3 bilhões anuais, nos últimos anos, terá mais recursos em 2002. "Este ano, teremos R$ 1 bilhão a mais", comemorou Lima, informando que é desejo do Ministério que as estradas brasileiras estejam em condições razoáveis o mais rapidamente possível. Ele prestou essas informações ao detalhar os decretos do presidente Fernando Henrique Cardoso publicados hoje no Diário Oficial, que dão nova estrutura ao Ministério dos Transportes. Os decretos criam a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). No projeto de reestruturação, o Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER) é substituído pelo Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit). Também foi criado o Conselho Nacional de Integração de Políticas de Transportes (Conit). As agências reguladoras cuidarão da construção, permissão e autorização de serviços nas ferrovias, rodovias, vias navegáveis e portos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.