Reprodução
Reprodução

Ministério da Justiça divulga mensagem na internet contra discursos de ódio

Em meio aos protestos contra o governo em todo o País, órgão divulgou mensagem sobre liberdade de expressão nas redes sociais

O Estado de S. Paulo

15 de março de 2015 | 16h58

Atualizado às 19h20

Brasília - O Ministério da Justiça se manifestou sobre as manifestações que ocorrem nesta domingo, 15, em várias cidades do País. O ministério publicou em suas principais redes sociais o banner "Discurso de ódio não gera mudanças". A mensagem ficouno perfil oficial do Ministério da Justiça no Facebook e no Twitter com a hashtag "MenosÓdioMaisDemocracia" durante todo o dia e foi retirado nesta noite pelo próprio órgão. Segundo Cardozo, a publicação implicava em "polêmica" 

"O discurso do ódio é usado para insultar, perseguir e justificar a privação dos direitos humanos. Já liberdade de expressão, é o direito de todos se manifestarem, mas não deve afrontar o direito alheio, como a honra e a dignidade de uma pessoa ou determinado grupo", dizia o ministério, por meio do Facebook.

Em ambas as redes sociais, os internautas responderam com críticas a manifestação do Ministério da Justiça. O Estado apurou que a Diretoria de Comunicação do Ministério da Justiça aprovou a publicação, sem consultar o ministro José Eduardo Cardozo. 

A repercussão causou clima de apreensão no Ministério e nesta noite Cardozo afirmou que pediu a retirada do conteúdo por que ele implicava em "polêmica"./ Adriana Fernandes, Eduardo Rodrigues, Anne Warth e Murilo Rodrigues Alves

Tudo o que sabemos sobre:
protestosDilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.