Mínimo de R$ 200 depende do Orçamento, diz FHC

O presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou hoje em Itaúna, Minas Gerais, que o salário mínimo de R$ 200, defendido pelos partidos de oposição, dependerá do orçamento da União para o próximo ano. Ele lembrou, no entanto, que esse reajuste já pode ser adotado pelos Estados, como prevê a Lei. Fernando Henrique participou do lançamento do programa de Desenvolvimento Sustentável do Centro-Oeste Mineiro, iniciativa de empresários da região, que envolve 77 municípios. Sobre as modificações na Consolidação das Leis do Trabalho, o presidente disse acreditar que o projeto seja aprovado também no Senado. Com relação às acusações do ex-governador Leonel Brizola, ontem, no programa do PDT, de que o presidente é um "traidor da Pátria", Fernando Henrique respondeu ironicamente: "Ai, meu Deus!". O presidente passará o final de semana na Restinga da Marambaia, região de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.