Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

'Minha morte interessa a muita gente', diz Jair Bolsonaro

Declaração foi dada após postagem do filho do presidente eleito, Carlos, no Twitter

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

29 Novembro 2018 | 14h00

RIO - Contando com esquema especial de proteção desde que foi atingido por uma facada no abdômen durante a campanha ao Planalto, o presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 29, que sua morte "interessa a muita gente".

A declaração foi dada após Bolsonaro ser indagado por jornalistas sobre uma postagem de um de seus filhos, Carlos, no Twitter. Na quarta-feira à noite, o vereador pelo Rio de Janeiro escreveu que "a morte de Jair Bolsonaro não interessa somente aos inimigos declarados, mas também aos que estão muito perto".

"Minha morte interessa a muita gente", disse o militar reformado. Questionado sobre o que seu filho queria dizer com "estão muito perto", Bolsonaro desconversou. "Quando eu recebi a facada estava muito próximo de mim o elemento", comentou

Sobre isso, o presidente eleito voltou a falar sobre seu agressor, Adélio Bispo de Oliveira. "Recentemente era filiado ao PSOL. E houve o caso do outro que tentou entrar no Congresso com a identidade dele", apontou. "No meu entender a investigação está muito fácil de ser concluída".

Mais conteúdo sobre:
Jair BolsonaroCarlos Bolsonaro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.