Minc descarta 'em princípio' aceitar Meio Ambiente

Um dos nomes mais repetidos nas especulações para substituir a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, o secretário Estadual de Ambiente do Rio, Carlos Minc, descartou "em princípio" que possa aceitar o cargo e também demonstrou apoio à ministra demissionária. "Eu jurei de pés juntos que não iria para Brasília", disse Minc, relatando o teor de uma conversa que mantivera com o governador do Rio, Sérgio Cabral, ontem, quando já embarcava em um vôo para Paris, onde está desde a manhã de hoje.Minc disse ainda que conhecia as pressões exercidas sobre a ministra e que havia suspeitado que o clima no governo não era bom quando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não compareceu à cerimônia de abertura da 3ª Conferência Nacional de Meio Ambiente. "Sou ligadíssimo à Marina. Temos uma história comum desde os tempos do Chico Mendes. Eu a conheci quando ainda era uma guria. Nem vereadora era", justificou, demonstrando solidariedade e reiterando sua disposição de não assumir do cargo. A única brecha no discurso de Minc foi quando ressaltou a expressão "em princípio" antes de afirmar: "Não está nos meus planos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.