Minas tem 32 casos de febre amarela

A Secretaria de Saúde de Minas informou hoje que subiu para 32 o número de casos suspeitos ou confirmados de febre amarela silvestre na região Centro-Oeste do Estado, notificados desde 23 de janeiro. Até agora, 11 pessoas morreram, sendo que em seis vítimas houve comprovação laboratorial da presença do vírus amarílico.Em Belo Horizonte, embora nenhum caso tenha sido registrado - por enquanto só há ocorrências da forma silvetsre da doença, na área rural do Centro-Oeste -, 112 postos de vacinação espalhados pela cidade funcionaram ontem. Eles receberam milhares de moradores, a exemplo do que vem ocorrendo desde a Quarta-feira de Cinzas. De acordo com o epidemiologista José Geraldo Leite, da Secretaria de Saúde, a imunização, sobretudo na região metropoliana da capital e nos 54 municípios do Centro-Oeste, deve continuar pelos próximos 15 dias. O objetivo é atingir 100% de cobertura da população. Nas campanhas nacionais de 1998, 1999 e no ano passado, 70% dos mineiros receberam doses da vacina, que têm validade de 10 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.