Minas protesta contra deportação em massa de brasileiros ilegais pelo Texas

O secretário de Desenvolvimento Social e Esportes de Minas Gerais, João Leite, confirmou nesta quarta-feira que o governo mineiro protestou contra a deportação em massa para Belo Horizonte de brasileiros detidos no Texas por tentar entrar ilegalmente, pelo México, no território norte-americano.Ele disse que foi informado da operação do Serviço de Imigração e Naturalização dos Estados Unidos (INS, na sigla em inglês) na última sexta-feira pelo cônsul-geral dos Estados Unidos no Rio de Janeiro, Mark Boulware.Segundo João Leite, o cônsul lhe informou que 266 brasileiros seriam repatriados e a previsão é de que cheguem à capital mineira nesta quinta-feira. O secretário disse que não recebeu nenhuma outra informação do representante norte-americano. A deportação em massa foi suspensa depois da intervenção do Itamaraty, a pedido do governo estadual.O secretário disse que o governador Aécio Neves (PSDB) pediu explicações sobre o assunto ao ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, com quem voltaria a fazer um contato nesta quarta-feira, em Brasília. João Leite, porém, salientou que as negociações em torno da repatriação estão sendo conduzidas pelo governo federal. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Esportes não tem dados sobre o número de mineiros que estariam presos nos EUA. O delegado Sérgio Murilo de Lima, da Polícia Federal de Governador Valadares, disse que cerca de 40 mil valadarenses vivem de forma legal ou clandestinamente em território americano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.