Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Arma de Milton Ribeiro dispara em aeroporto e funcionária da Gol se fere com estilhaços

Milton Ribeiro, ex-ministro da Educação do governo Bolsonaro, disparou a arma de fogo acidentalmente; funcionária da Gol recebe suporte da companhia aérea e passa bem

Davi Medeiros, O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2022 | 08h39
Atualizado 26 de abril de 2022 | 22h14

O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro disparou acidentalmente uma arma de fogo no Aeroporto Internacional de Brasília nesta segunda-feira, 25. Uma funcionária da Gol Linhas Aéreas foi atingida por estilhaços e teve ferimentos leves. O ex-titular do MEC foi levado à Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal para prestar depoimento sobre o ocorrido. Segundo o Jornal Nacional, da TV Globo, a PF abriu investigação preliminar sobre o caso.

A Gol afirmou ao Estadão que está dando suporte à funcionária, que passa bem. O ministro não embarcaria em um voo da companhia. O incidente aconteceu no balcão da Latam, enquanto ele separava documentos para embarcar para São Paulo. 


Milton Ribeiro chefiou a Educação até o fim de março, quando denúncias de corrupção reveladas pelo Estadão fizeram com que ele saísse do cargo. Sob sua gestão, o MEC passou a priorizar pedidos levados à pasta por uma dupla de pastores evangélicos que, segundo prefeitos, cobravam propina para levar demandas ao Ministério.

O Estadão não conseguiu contato com Milton Ribeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.