Militares mortos na Antártida são agraciados com a Ordem da Defesa

Entrega de medalhas é feita para premiar civis e militares que tenham se destacado no exercício da profissão

Rosana de Cassia, de O Estado de S.Paulo, BRASÍLIA

28 de fevereiro de 2012 | 08h48

Os segundos-tenentes Carlos Alberto Vieira Figueredo e Roberto Lopes dos Santos, mortos no combate ao incêndio que atingiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, foram agraciados com o grau de comendador da Ordem do Mérito da Defesa. O decreto foi publicado nesta terça-feira, 28, no Diário Oficial da União.

A medalha é outorgada para premiar civis e militares que tenham se destacado no exercício da profissão, além de organizações militares e instituições civis que também tenham prestado relevantes serviços ao Ministério da Defesa e às Forças Armadas.

 

Os corpos chegarão agora na manhã desta terça ao Rio de Janeiro, e serão recebidos com honras militares, com a presença do vice-presidente da República, Michel Temer, e do ministro da Defesa, Celso Amorim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.