Militantes pedem que Garotinho encerre greve de fome

Militantes do PMDB estão chegando de várias regiões do Estado do Rio para uma mobilização que pode encerrar a greve de fome do ex-governador do Rio Anthony Garotinho, que já dura 10 dias. Segundo o deputado estadual Paulo Melo, líder do PMDB na assembléia, o diretório regional do partido pediu aos principais líderes que organizassem caravanas. Ele mesmo disse ter trazido dois ônibus de Saquarema, na Região dos Lagos. Na estimativa dos peemedebistas, 5 mil pessoas estarão concentradas em frente à sede do partido, no Centro do Rio, onde Garotinho está. O ex-governador dormiu pela manhã e, segundo seu médico particular, Abdu Neme, já perdeu cerca de seis quilos desde o início do jejum. Neme informou que Garotinho ingeriu um litro e meio de soro para minimizar a desidratação. A expectativa é pelo fim de seu protesto pessoal, já que o médico ameaça interná-lo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.