Michele Bachelet se reunirá com Lula nesta segunda em Brasília

A presidente chilena Michelle Bachelet viajará nesta segunda-feira ao Brasil e ao Paraguai em uma curta viagem de dois dias para se reunir com os governantes dos dois países e cujo objetivo é aprofundar as relações bilaterais. A presidente chilena, que assumiu o poder no dia 11 de março, viajará acompanhada do chanceler Alejandro Foxley, da ministra de Minas e Energia, Karen Poniachik, além de um grupo de parlamentares e empresários. Bachelet espera reforçar uma aliança estratégica com o Brasil. Seu primeiro compromisso no país será uma visita à Universidade de Brasília (UnB) para receber o título de doutor "Honoris Causa" em Direitos Humanos. Depois, ela e sua comitiva vão até o Palácio do Planalto, onde sereunirão com o presidente Luís Inácio Lula da Silva.No encontro, os presidentes assinarão acordos bilaterais sobre mineração, energia e meio ambiente. Os acordos fazem parte do interesse dos dois países em ampliar a cooperação e de renovar a aliança estratégica bilateral. Neste contexto, Bachelet e Lula analisarão vários temas, entre eles as relações bilaterais e regionais como o Mercosul, a Comunidade Sul-Americana de Nações, a reforma das Nações Unidas, a iniciativa contra a pobreza e a cooperação no Haiti.Após um almoço oferecido pelo ministro Celso Amorim no Itamaraty, Bachelet será homenageada no Congresso, onde fará um discurso, e se reunirá com a juíza Ellen Gracie, presidente do Supremo Tribunal Federal.O Brasil é o terceiro maior exportador para o Chile, com US$ 3,5 bilhões em 2005, e importou do país um total de US$ 1,7 bilhões no mesmo ano.Viagem ao ParaguaiAntes, porém, Bachelet viajará ao Paraguai. Em Assunção, a presidente depositará flores no Panteão Nacional dos Heróis e depois terá uma reunião de trabalho com o presidente Nicanor Duarte no Palácio de López, sede da Presidência.As relações entre as duas nações e o andamento do Mercosul serão os principais tópicos da agenda dos governantes, e posteriormente, as delegações de ambos os países participarão das reuniões. Logo após as reuniões, os presidentes assinarão uma declaração conjunta e o presidente Duarte dará a Bachelet a condecoração da Ordem Nacional do Mérito no Grau de Grande Colar do Marechal Francisco Solano López.Durante sua permanência de seis horas em Assunção, Bachelet participará também de um ato organizado pela Secretaria da Mulher do Paraguai, com a presença de todas as mulheres que fazem parte do gabinete do presidente Duarte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.