Michel Temer é submetido a cirurgia no punho

Vice-presidente deve receber alta neste sábado e deve ficar uma semana em repouso

Tânia Monteiro, de O Estado de S. Paulo

17 de agosto de 2012 | 19h58

O vice-presidente Michel Temer foi submetido nesta sexta-feira, 17, a uma cirurgia para corrigir um problema no seu punho direito que atrapalhava alguns movimentos e lhe trazia dores na mão quando precisava distribuir muitos cumprimentos. A operação foi realizada no Hospital Sarah Kubitschek, na manhã desta sexta, e durou cerca de três horas, pela equipe comandada pelo diretor da unidade, Aloísio Campos da Paz. A alta está prevista para este sábado e o vice-presidente deverá ficar pelo menos uma semana de repouso, no Palácio do Jaburu, residência oficial da vice-presidência, embora já inicie no sábado a fisioterapia.

Temer teve este problema no punho ainda na infância, o que lhe gerou incômodo a vida inteira. De acordo com a assessoria dele, "a cirurgia foi um sucesso", a anestesia foi local e ele está "muito bem". A operação no tendão direito já havia sido programada por duas vezes, mas acabou adiada por causa de compromissos do vice-presidente.

Por conta da cirurgia, Temer deverá ficar a semana que vem toda em repouso, para evitar qualquer tipo de infecção. No sábado, antes de ter alta do hospital, está previsto que ele já faça a primeira sessão de fisioterapia, que deverá se estender pela semana que vem toda, no próprio Sarah, de acordo com sua assessoria.

Em janeiro deste ano, Michel Temer, que vai completar 72 anos, no próximo dia 23 de setembro, foi submetido a outra cirurgia, para retirada da vesícula.

Tudo o que sabemos sobre:
Michel Temercirurgia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.