México também suspende importação de carne brasileira

O governo do México informou que vai seguir os Estados Unidos e o Canadá na decisão de suspender a importação de carne bovina do Brasil. Na tarde desta sexta-feira, o governo norte-americano emitiu uma ordem de suspensão das importações de carne brasileira, seguindo decisão do Serviço de Inspeção Alimentar do Canadá, que horas antes anunciara a medida alegando a falta de resposta a um pedido de informação sobre doença da vaca louca enviado a Brasília em 1998. Apesar de os três países serem sócios no Acordo Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta), não existe dispositivo no acordo que obrigue um país a seguir as medidas de segurança sanitária do outro. No início da noite desta sexta-feira, uma fonte oficial americana informou que Washington estava em contato com as autoridades brasileiras para buscar solução negociada, pela qual o governo brasileiro concordaria em suspender voluntariamente e em caráter temporário as exportações de produtos de carne para os EUA e abriria um espaço para permitir a resolução do problema que motivou a decisão canadense. ?Da nossa perspectiva, este é um tema puramente de saúde e segurança?, afirmou Brian Evans, diretor de produtos animais do Serviço de Inspeção Alimentar no Canadá, negando qualquer ligação entre a medida e a disputa sobre subsídios às exportações de aviões da Embraer e da Bombardier. O diretor de Saúde Animal do governo do México, Juan Garza Ramos, afirmou que ?algumas importações de alto risco da Europa que não haviam sido previamente consideradas foram detectadas no Brasil?. Restrita até recentemente à Europa, onde já matou 80 pessoas, a doença da vaca louca fez, recentemente, no Canadá sua primeira vítima nas Américas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.