Meu currículo muito me qualifica, diz Figueiredo

Em resposta ao bombardeio de perguntas feitas pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR), durante sabatina na Comissão de Infraestrutura do Senado, o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo, disse que tem "muito orgulho" do seu currículo. Requião questionou a legitimidade de Figueiredo continuar no cargo, em razão de sua passagem por postos de destaque em entidades privadas do setor.

RICARDO BRITO, Agência Estado

15 de fevereiro de 2012 | 14h33

"Tenho muito orgulho do meu currículo e o meu currículo muito me qualifica", afirmou.

Figueiredo disse que "nunca" outorgou uma concessão à América Latina Logística (ALL), empresa da qual foi dirigente na década de 90. "Não tenho nenhuma responsabilidade sobre a ALL", afirmou.

Apesar das duras críticas feitas pelo senador paranaense, o diretor-geral da ANTT preferiu não responder ponto a ponto seus questionamentos. No início da sua resposta, ele disse respeitar a opinião de Requião, mas frisou que não é o caso de debatê-las na comissão.

Para ressaltar o fato de que não favoreceu a empresa em que já trabalhou, Figueiredo disse que aplicou nos três anos em que está à frente da ANTT R$ 45 milhões em multas às concessionárias. Desse total, dois terços foram para a ALL. "Quem conhece, sabe dos padrões éticos que eu tenho", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
transportesenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.