Metalúrgicos criticam proposta de Dirceu para o mínimo

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, JoséLopez Feijó, disse ser "equivocada a proposta do ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, de desvincular o saláriomínimo ao pagamento de benefícios da Previdência. "É um absurdo pensar em desvinculação que na prática diminui o valor o pagoaos aposentados. Teremos na prática dois salários mínimos: um para a iniciativa privada e outro menor, para os aposentados",disse, ao chegar a sede da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio) para participa de debatesobre a reforma sindical.Ele avaliou que a sugestão de Dirceu é"uma distribuição de renda à avessas" e disse esperar que o PT conteste publicamente a proposta de Dirceu. Feijó disse que um dos maiores avanços vividos pelo Brasil nos últimos anos foi o da unificação do salário mínimo. "Chegamos a ter, se eunão estiver enganado", 53 mínimos diferentes no Brasil, uma loucura", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.