Mesmo expulsos, radicais não votarão com o governo

O deputado João Fontes (SE), que integra a ala radical do PT, disse hoje que, se o partido quiser expulsar os parlamentares contrários à reforma da previdência, que o faça, porque eles não vão votar a favor da proposta. Fontes chegou à residência do presidente da Câmara, João Paulo Cunha, para a reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a bancada do partido. Já o deputado Paulo Rocha (PA), da ala governista do PT, disse que não abre mão da destituição do vice-líder do partido, Lindberg Farias, por ter se aliado ao presidente do PDT, Leonel Brizola, para protestar contra a reforma previdenciária. O deputado João Batista Araújo, o Babá, que também já chegou para a reunião, disse que vai tentar pedir ao presidente para que não aceite a proposta de reforma dos governadores e do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. Veja o índice de notícias sobre as reformas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.