Mesmo com pouca chuva, Sabesp adia racionamento

A situação do Sistema Cantareira é tão grave que a alta mínima de 0,1 ponto porcentual no nível do manancial foi comemorada com entusiasmo pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). O aumento da capacidade ocorreu após a chuva de 22,6 milímetros que atingiu o reservatório na madrugada de hoje "A notícia é muito boa, pois o nível do manancial não só se estabilizou como subiu um pouquinho", comemorou o gerente de Comunicação da Sabesp, Sérgio Lapastina. "Além disso, a previsão é de que as chuvas sigam para o sul de Minas, onde se localizam as nascentes dos rios que formam o Cantareira, que devem receber mais água nos próximos dias. Apesar de informar que o risco de rodízio ainda não foi totalmente descartado, a Sabesp aposta em uma frente fria, prevista para chegar ao Estado na terça-feira. Com a frente fria a empresa espera que chuvas melhorem a situação do manancial. "O nível do Cantareira é baixo, mas acreditamos que a situação vai melhorar, pois estamos num período de chuvas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.