Mesmo afastado, Covas quer visitar obras

Apesar de estar licenciado do cargo de governador, Mário Covas não deve abandonar as vistorias das obras realizadas durante a sua administração. Hoje pela manhã ele se reuniu com assessores e manifestou a vontade de visitar algumas obras recém inauguradas, entre elas a da favela México 70, em São Vicente, no litoral paulista. "Preparem para mim", teria dito Covas referindo-se aos preparativos necessários para a visita.De acordo com o infectologista David Uip, médico particular de Covas, não há nenhuma restrição em relação a esse tipo de atividade. "Acho muito bom, desde que ele cumpra os horários de repouso e tome os medicamentos?, disse Uip.O médico conversou com Covas pelo telefone e deve visitá-lo no Palácio dos Bandeirantes no período da tarde. "Ele me relatou que teve um pouco de dor de cabeça, mas tomou um analgésico e ficou ótimo", explicou.Segundo a assessoria de imprensa do Palácio dos Bandeirantes, será um pouco difícil prever se e quando acontecerão as visitas de Covas. Como ele está licenciado, não tem uma agenda oficial de compromissos, nem a obrigatoriedade de anunciar qualquer tipo de atividade. A assessoria informou ainda que Covas acordou bem disposto, teve uma boa noite de sono, apesar de ter acordado algumas vezes.Durante a reunião, que ocorreu no gabinete do governador, localizado no 2º andar do Palácio, o mesmo andar da ala residencial, Covas também pediu para ver os álbuns de fotografia das obras realizadas e em andamento dos 6 anos de governo. Ele viu 5 álbuns, com fotos de obras realizadas por 7 secretarias, entre elas a Administração Penitenciária, Saúde, Fazenda e Justiça. As fotografias fazem parte de um trabalho que reúne 900 ilustrações de todas as realizações da administração Covas, para que o governador tenha um conjunto visual completo de tudo o que foi realizado durante a sua gestão.Na última sexta-feira, Covas deveria ter visitado a favela México 70 para entregar as primeiras unidades habitacionais que integram o projeto de reurbanização do local. Internado no dia anterior, Covas acabou sendo substituído nesse compromisso pelo vice Geraldo Alckmin, que desde ontem é governador em exercício.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.