Mercado europeu avança com ganhos em commodities

As principais bolsas europeias fecharam em alta, com o setor de recursos básicos (commodities) liderando os ganhos em meio a alta dos preços dos metais e a decisão do banco central da Austrália de manter o juro inalterado. Contudo, analistas alertaram contra uma leitura excessiva dos ganhos de hoje, uma vez que a semana ainda reserva importantes eventos, incluindo as decisões de política monetária do Banco Central Europeu e Banco da Inglaterra e o relatório mensal do mercado de mão de obra dos EUA.

SUZI KATZUMATA, Agencia Estado

02 de fevereiro de 2010 | 16h10

"Os ganhos de hoje podem ficar sob ameaça de realização de lucro à medida que avançamos na semana", disse Joshua Raymond, do City Index. No mercado de câmbio, o euro subiu ligeiramente frente ao dólar, para US$ 1,3954, com a diminuição das preocupações sobre os problemas fiscais da Grécia. "Amanhã, a União Europeia vai revelar seu veredicto sobre o orçamento da Grécia, mas a retórica oficial já sugeriu que será amplamente aceitável", disse Jane Foley, diretora de pesquisa da Forex.com.

Na Bolsa de Londres, o índice FT-100 subiu 35,90 pontos (0,68%) e fechou com 5.283,31 pontos; em Paris, o índice CAC-40 avançou 50,12 pontos (1,33%) e fechou com 3.812,13 pontos; em Frankfurt, o índice Dax-30 subiu 55,18 pontos (0,98%) e fechou com 5.709,66 pontos.

No setor de matérias-primas (commodities), as ações da ArcelorMittal fecharam em alta de 1,96% e as da Eurasian Natural Resources avançaram 4,60%. Entre as mineradoras, as ações da Rio Tinto subiram 3,39% depois que o Citigroup elevou sua recomendação para a companhia para "comprar".

As ações do Anglo American avançaram 3,24% depois de terem sido elevadas de "manter" para "comprar" pelo banco Société Générale. O banco também comentou que acredita que a recente correção do setor de mineração - ocorrida em meio as preocupações que a política monetária mais apertada da China vai sufocar a recuperação e a demanda por metais - já teria terminado. "Embora reconheçamos que a China está claramente na trajetória de aperto, ainda estamos convencidos de que a China continuará com o investimento em ativos fixos e programas de infraestrutura já aprovados pelo governo", disse o Société Générale.

Contudo, nem todas as notícias foram positivas para o setor de commodities, as ações da gigante BP caíram 3,80% depois de anunciar um lucro ajustado de US$ 4,38 bilhões no quarto trimestre, resultado que ficou abaixo da previsão de consenso dos analistas de US$ 4,66 bilhões.

O setor de telecomunicações também esteve no foco nesta terça-feira. As ações da Telecom Italia dispararam 6,01% em Milão, em reação a notícia publicada no jornal La Repubblica de que o governo italiano está disposto a dar o sinal verde para uma oferta de compra da espanhola Telefónica, desde que sua rede de telefonia fixa permaneça sob administração italiana. Em Madri, as ações da Telefónica fecharam em alta de 0,55.

Em Milão, o índice FTSE-MIB subiu 401,74 pontos (1,83%) e fechou com 22.413,74 pontos; em Madri, o índice Ibex-35 avançou 145,70 pontos (1,33%) e fechou com 11.140,90 pontos; em Lisboa, o índice PSI-20 subiu 49,82 pontos (0,62%) e fechou com 8.061,59 pontos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
BolsasEuropacommodities

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.