Mercadante rebate críticas do PSDB ao governo Lula

O líder do governo no Senado, senador Aloizio Mercadante (PT-SP), afirmou que o resultado do governo do presidente Fernando Henrique Cardoso não autoriza os tucanos a criticarem os primeiros meses do governo Lula. Segundo o senador petista, na gestão de Fernando Henrique Cardoso, o País enfrentou "o quarto pior resultado de crescimento econômico do Século 20". "A dívida externa mais que dobrou, a dívida interna do setor público passou de R$ 64 bilhões para R$ 627 bilhões, além de entregar o País com as contas públicas totalmente desarrumadas, uma inflação em aceleração, que chegava a 2,5% por mês, e o risco País em 2.400 pontos", criticou Mercadante. Para ele, essa "herança" reduziu drasticamente a margem de manobra do governo Lula. O senador chamou a atenção para o fato de que nesses primeiros meses o presidente Luiz Inácio Lula da Silva conseguiu "recuperar a confiança no País e reduzir o dólar a um nível estável". "A inflação, hoje, é absolutamente residual, ela foi derrotada neste período para que o País possa crescer de forma sustentável, com mais espaço na política fiscal e com mais crédito direto", afirmou Mercadante. Ele previu que o próximo passo do governo Lula será o de baixar as taxas de juros e recuperar os investimentos na infra-estrutura e na política social. "De fato, enfrentamos imensa dificuldade, mas os responsáveis por essa dificuldade foram o presidente Fernando Henrique Cardoso e seus aliados", concluiu Mercadante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.