Mercadante quer validade da Ficha Limpa para este pleito

O candidato do PT ao Governo de São Paulo, Aloizio Mercadante, disse hoje, em Rio Claro, no interior de São Paulo, que respeitará a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), mas disse esperar que a Lei da Ficha Limpa passe a valer a partir dessas eleições.

TATIANA FÁVARO, Agência Estado

23 de setembro de 2010 | 17h55

"Espero que o Supremo, que é uma instituição muito importante no Estado de Direito democrático, mantenha a sintonia com o sentimento do povo brasileiro e aprove essa legislação", disse Mercadante. "Acho que encontramos um caminho para avançar no resgate da ética na política", acrescentou.

O petista, que seguiu do aeroporto de Rio Claro para uma carreata na cidade, disse que tem expectativas de crescimento de sua candidatura e de um eventual segundo turno, sobretudo após o próximo debate com candidatos ao governo estadual, que será transmitido pela Rede Globo na próxima semana.

"Estou na melhor posição que um candidato do PT já esteve em todas as disputas eleitorais anteriores". "Estamos crescendo, ele (Alckmin) está caindo", afirmou o petista. "O que ele (Alckmin) não consegue responder são tantas promessas que eles fizeram e nunca cumpriram", acrescentou, citando o caso de pedágios no Rodoanel e em estradas paulistas. O candidato disse ainda: "Para você ir daqui (Rio Claro) para São Paulo, tem quatro pedágios para ir e quatro para voltar". "A minha sorte é que eu vim de helicóptero".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.