Mercadante perde tempo da propaganda eleitoral

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) tirou mais um minuto e seis segundos da propaganda eleitoral do candidato petista ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante, por invasão do tempo reservado às campanhas a deputado federal. A sentença se refere à propaganda de rádio colocada no ar no dia 17, no horário eleitoral gratuito destinado à coligação União para Mudar, que tem o PT e outros dez partidos aliados.

ADRIANA CARRANCA, Agência Estado

25 de agosto de 2010 | 23h08

Embora Mercadante não peça votos diretamente, o juiz Mário Devienne Ferraz, do TRE-SP, entendeu que o teor do áudio caracteriza a campanha do candidato ao governo paulista. Por lei, os candidatos ao governo podem aparecer nos blocos dos deputados e senadores, mas somente para pedir votos à legenda. Usar o espaço para divulgar a própria candidatura é proibido. Mercadante já havia perdido 2 minutos e 33 segundos da propaganda de TV, pelo mesmo motivo. O PT informou que irá recorrer da decisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.