Mercadante elogia Padilha pelo programa 'Mais Médicos'

O novo ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, defendeu nesta terça-feira, 4, em Brasília, o programa Mais Médicos e disse que ele leva atendimento às camadas mais necessitadas da população. O Mais Médicos, segundo Mercadante, "seguramente foi uma grande contribuição do ministro Alexandre Padilha" para o Brasil. Padilha, ex-ministro da Saúde que deixou ontem, 3, o cargo e deu lugar a Arthur Chioro, se prepara para disputar a eleição pelo governo do Estado de São Paulo neste ano.

RICARDO DELLA COLETTA E RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

04 de fevereiro de 2014 | 11h40

Na cerimônia de transferência do cargo realizada hoje no Palácio do Planalto, Mercadante disse também que o País vai realizar "uma grande" Copa do Mundo de Futebol. "O Brasil, que disputou todas as Copas do Mundo e sempre foi muito bem acolhido, saberá realizar uma grande Copa, demonstrando talento e eficiência", disse.

O ministro também disse que o País tem se destacado pela força da sua democracia e lembrou que a presidente Dilma Rousseff esteve atenta às manifestações da sociedade, propondo cinco pactos em áreas como transporte, saúde e reforma política. "Os pactos propostos pela presidente estão respondendo às inquietações das ruas", defendeu. Ele também disse que o governo está empenhado em dar transparência as suas ações e em combater a "chaga histórica da corrupção".

Por último, o novo ministro da Casa Civil prometeu assegurar o andamento dos programas prioritários para o governo. Mercadante também disse que vai se espelhar em suas antecessoras, Gleisi Hoffmann, e na própria presidente Dilma Rousseff. Ele encerrou o discurso conclamando os demais ministros a trabalhar resolver os "abacaxis" que terão pela frente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.