Mercadante diz que 2º turno aponta vitória histórica

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse na manhã deste domingo, durante café da manhã promovido pela campanha do candidato Fernando Haddad em um hotel na região da Avenida Paulista, que o resultado das eleições municipais dará ao PT as melhores condições que o partido já teve em sua história. "Essas eleições apontam para a maior vitória que tivemos em todas as eleições municipais, não só em termos de crescimento no número de prefeituras, no número de votos, mas na qualidade das prefeituras (conquistadas)", comentou o ministro. Para Mercadante, a vitória "esmagadora" da sigla aponta um caminho positivo para as eleições de 2014.

DAIENE CARDOSO E GUSTAVO PORTO, Agência Estado

28 de outubro de 2012 | 11h37

O petista destacou as vitórias no Estado de São Paulo em municípios como Osasco, São José dos Campos, São Bernardo do Campo, Jacareí e outras cidades consideradas polos regionais. "Em São Paulo, o PSDB está sofrendo a maior derrota de toda a história do partido", afirmou. "O resultado das eleições em São Paulo mostra uma fadiga de material do PSDB, um cansaço do eleitor e a busca por um novo caminho no Estado."

Na avaliação do ministro, uma administração Haddad, se confirmada a vitória do candidato nas urnas, terá a vantagem de trabalhar em conjunto com o governo federal. "Podemos fazer aqui o que foi feito no Rio de Janeiro. A cidade do Rio deu um salto extraordinário no governo Lula e Dilma. Temos de fazer o mesmo em São Paulo", disse.

Mercadante afirmou ainda que o resultado das eleições demonstra um reconhecimento da população em relação às realizações do governo Dilma Rousseff, apesar do impacto do julgamento do caso do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF). "Acho que o povo brasileiro reconhece que o que PT fez pelo Brasil é muito maior do que os erros cometidos. O resultado da eleição demonstra isso", observou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.