André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Governo cometeu erros e é preciso superá-los, diz Mercadante

Ministro-chefe da Casa Civil reconhece que Planalto está tomando medidas impopulares para superar a crise econômica e sugere à oposição 'pactos de política de Estado' que vão além do governo

RACHEL GAMARSKI, O Estado de S. Paulo

05 de agosto de 2015 | 12h16

BRASÍLIA - Em meio à tensão entre o Planalto e o Congresso, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, afirmou que vivemos um momento polarizado e de tensão política, "depois de erros que o governo cometeu e que é preciso superá-los". Mercadante reconheceu as medidas impopulares que o governo está tomando para passar pela crise econômica. "O governo está tomando medidas impopulares porque sabe que é necessário", disse.

O ministro fez um afago ao presidente da comissão, que é da oposição, deputado Rodrigo de Castro (PSDB-MG), ao ressaltar que o partido do parlamentar comandou o Brasil por oito anos e pediu o apoio para que as medidas de ajuste fossem aprovadas, ressaltando que é uma necessidade do País. Mercadante afirmou que o Congresso precisa fazer pactos de política de Estado e que isso vai além do governo. "Nosso programa tem de ser político, ideológico e programático", frisou.

Tudo o que sabemos sobre:
Aloizio Mercadantecrise política

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.