Mercadante critica elite e diz que dificuldades ajudam o PT crescer

O líder do governo no Senado e pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante, afirmou nesta quarta-feira que as dificuldades atravessadas pelo partido ajudaram a legenda a crescer. Em discurso feito durante o evento em que recebeu o apoio do deputado federal João Paulo Cunha à sua pré-candidatura, Mercadante mandou um recado à oposição sugerindo que a rejeição do projeto partidário petista por parte das "elites" ao longo da história do partido, serviu de base para o fortalecimento da legenda."O PT é um pouco como massa de bolo; quanto mais bate, mas cresce", disse o senador. "Nos somos o grande instrumento de mudança da sociedade brasileira. Por isso, esta elite que nunca nos aceitou como projeto partidário, tantas vezes disse que nosso partido não superaria as dificuldades que superou. E a cada adversidade a gente cresce", disse. Mercadante também defendeu que a campanha eleitoral deste ano seja fundamentada em propostas para o País. "A campanha eleitoral tem que ser um debate qualificado, uma debate de políticas públicas, um debate de alternativas para o Brasil."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.