Mercadante critica Aécio pela dificuldade de votar pauta

O deputado Aloizio Mercadante (PT-SP) criticou severamente o governo e o presidente da Câmara, Aécio Neves (PSDB-MG), pelas dificuldades em votar a Medida Provisória nº 38 e dar prosseguimento à pauta de votações no plenário da Câmara. Mercadante disse que há "um pacto de mediocridade" entre o governo e o Congresso. "Não há agenda para enfrentar essa crise internacional, o governo não propôs pauta e não mobilizou sua base", lastimou. "O que não pode é o País ficar parado. Quando a oposição tem divergências, o governo põe o assunto para votar, e pronto. Divergência se discute em plenário". Mercadante ressaltou, ainda, que é "um equívoco" imaginar que o acordo firmado entre o governo e o Fundo Monetário Internacional (FMI) resolva os problemas econômicos do País. Segundo ele, é necessário ter uma contrapartida do Congresso, trabalhando e dando prosseguimento à pauta de votações, e o empenho do governo. Ele elogiou as conversas mantidas, na última segunda-feira, em Nova York, pelo ministro da Fazenda, Pedro Malan, e o presidente do Banco Central, Armínio Fraga, com banqueiros internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.