Mercadante arrecada 10 vezes mais em um mês

A arrecadação da campanha do candidato do PT ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante, cresceu 10 vezes em um mês, de acordo com a segunda parcial de prestação de contas apresentada à Justiça Eleitoral. Saltou de R$ 840 mil em julho para R$ 9 milhões em agosto.

AE, Agência Estado

07 de setembro de 2010 | 07h49

Membros da campanha petista comemoraram a evolução na conta de Mercadante. Agora, esperam superar os R$ 11,6 milhões arrecadados na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes de 2006. O valor é necessário para saldar as despesas de campanha empenhadas, especialmente para produção de programas de TV, que sozinha custou R$ 10 milhões.

Geraldo Alckmin (PSDB), líder nas pesquisas de intenção de voto, manteve a dianteira também nos valores arrecadados para sua campanha. A conta tucana cresceu cinco vezes, passando de R$ 3,6 milhões em julho para R$ 15 milhões em agosto.

Segundo as informações prestadas pela campanha de Alckmin, o tucano já gastou tudo o que arrecadou - os R$ 15 milhões já foram empenhados. Somente seu programa de TV custou R$ 6 milhões, e R$ 1,2 milhão foi gasto com material impresso.

Os valores apresentados tanto por Mercadante como por Alckmin, no entanto, estão longe do teto de gasto fixado pelas campanhas. Os petistas pretendem gastar até R$ 46 milhões e os tucanos, R$ 58 milhões. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2010SParrecadação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.