Mercadante anuncia renúncia à liderança do PT no Senado

Senador publicou decisão no início da tarde desta quinta-feira hoje através de seu perfil no Twitter

Rodrigo Alvares, estadao.com.br

20 de agosto de 2009 | 12h19

O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) publicou no início da tarde de hoje através do perfil no Twitter que vai renunciar à liderança do PT no Senado durante a sessão plenária desta quinta-feira. "Eu subo hoje à tribuna para apresentar minha renúncia da liderança do PT em caráter irrevogável", escreveu o parlamentar. O horário da transmissão de seu discurso na TV Senado está marcado para as 15 horas.

 

Veja também:

link Berzoini orienta senadores a votarem por arquivamento

link Mercadante deixou petistas 'desamparados', diz Delcídio

link Por 9 a 6, Conselho arquiva 6 denúncias contra Sarney

 

Mercadante também escreveu que "ao contrário dos que estão deixando o partido, saio da liderança para disputar, junto à militância, a concepção do PT que eu acredito". Ontem, ele deixou ontem o Conselho de Ética do Senado ostentando o título de grande derrotado na operação política que livrou o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), de um processo de cassação.

 

Ele entrou em confronto com a direção nacional do PT, ficou sem condições de diálogo com a cúpula do PMDB no Senado e deixou irados o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a pré-candidata petista à Presidência, a ministra da Casa Civil Dilma Rousseff.

 

Procurada pela reportagem, a assessoria da senadora Ideli Salvatti (PT-SC) declarou que ela não vai se manifestar sobre a renúncia de Mercadante e que já retornou para Santa Catarina para descansar da semana tumultuada no Senado. Salvatti votou pelo arquivamento dos requerimentos contra Sarney.

Tudo o que sabemos sobre:
Aloizio MercadantePTrenúnciaSenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.