Mercadante acusa FHC de faltar com a verdade em suas críticas

O líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP) rebateu as críticas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso à política econômica do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, acusando FHC de ?faltar com a verdade? ao citar dados de seu governo. Segundo Mercadante, as importações do País cresceram 5,4% entre 90 e 94, e em 95, no primeiro ano do governo Fernando Henrique, cresceram de US$ 33 bilhões para US$ 50 bilhões. Ele disse também que em 1994 o País alcançou superávit comercial de US$ 10,4 bilhões, e em 1998, durante o governo FHC, amargou um déficit US$ 6,8 bilhões. Mercadante afirmou ainda que os juros atingiram 45,67% em outubro de 97, e estavam em 25% quando FHC deixou o governo. Ele atribuiu essas taxas ao "desequilíbrio financeiro e à aceleração inflacionária que ele (FHC) patrocinou na presidência". Segundo Mercadante, FHC praticou, em seu governo, as maiores taxas de juros da economia internacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.