Mensalão: STF aceita denúncia contra 4 políticos do PP

O Supremo Tribunal Federal (STF) aprovou o pedido de abertura de processo penal contra quatro políticos do PP, partido da base aliada do governo no Congresso. O deputado federal Pedro Henry (MT), os deputados cassados Pedro Corrêa (PE) e José Janene (PR) e o ex-assessor parlamentar João Cláudio Genú vão responder por crimes de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Eles são acusados de receber dinheiro do esquema em troca de apoio ao Palácio do Planalto. Agora, a lista dos réus do caso mensalão chega a 26 pessoas.A denúncia do Ministério Público Federal foi defendida pelo relator do caso, o ministro Joaquim Barbosa, que foi acompanhado pela maioria do plenário. O único ministro a rejeitar a denúncia de formação de quadrilha contra os representantes do PP foi Ricardo Lewandowski. "A denúncia é inépta no que diz respeito à formação de quadrilha", argumentou. Os demais discordaram dele, seguindo o voto do relator. "Com os elementos que há eu absolveria, mas não posso impedir que seja aceita a denúncia", disse o ministro Eros Grau, que na semana passada votou contra abertura de processos.Também foram abertos processos por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro contra os empresários Enivaldo Quadrado, Breno Fischerg e Carlos Alberto Quaglia. As empresas de corretagem dos três indiciados teriam prestado o "serviço" de lavar cerca de R$ 500 mil que foram repassados aos parlamentares do PP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.