Mensalão: Dirceu vai contestar credibilidade de Jefferson

O ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu, réu no processo aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar o caso do mensalão, já desenhou a estratégia para se defender das acusações de corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Dirceu, que irá depor amanhã na Segunda Vara Criminal da Justiça Federal em São Paulo, pretende contestar mais uma vez a credibilidade do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), que incluiu seu nome nas denúncias referentes ao caso.Além disso, o deputado cassado pretende rebater cada um dos pontos da denúncia que serviu de base para o inquérito. O plano foi traçado pelo advogado de Dirceu, José Luís Oliveira Lima. "Ele vai negar o argumento de que participou desse suposto esquema do mensalão, até porque ninguém fala isso além de Roberto Jefferson, que é réu confesso", disse o advogado. "Vamos rebater os pontos da denúncia um a um."Oliveira Lima aproveitou a tarde de hoje para acompanhar os primeiros depoimentos colhidos em São Paulo sobre o caso. A juíza Silvia Maria Rocha ouviu o ex-diretor da corretora Bônus-Banval Breno Fischberg. Logo depois, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares iniciou seu depoimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.