Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Mensagem de Lula elogia Congresso e pede apoio a reformas

Na mensagem que enviará nesta segunda-feira ao Congresso para ser lida na sessão de reabertura dos trabalhos legislativos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai dizer que o País vive momentos de tranqüilidade na economia graças à colaboração dos deputados e senadores.Para o presidente, a estabilidade só foi conseguida porque, numa demonstração de patriotismo, o Congresso aprovou em tempo recorde as reformas da Previdência e tributária.Dirceu não levaNa mesma mensagem, que será levada ao Congresso pelo ministro da Articulação Política, Aldo Rebelo - e não pelo ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, aconselhado a ficar longe dos holofotes por causa do envolvimento de um auxiliar de confiança num esquema de cobrança de propinas -, Lula deve dizer que o Congresso nunca trabalhou tanto.O presidente também dirá que continua a contar com a colaboração do Congresso para aprovar, neste ano, propostas prioritárias para que o País possa crescer economicamente e gerar mais empregos, como o Plano Plurianual (PPA) e o projeto de Parcerias Público-Privadas (PPP).Reforma tributária"O Brasil precisa de uma reforma tributária que desonere o investimento produtivo e o trabalho, que simplifique os mecanismos de arrecadação e estimule o aumento da produtividade e da competitividade externa da nossa economia, melhorando a distribuição da renda", disse.Quanto à reforma previdenciária, falou de sua urgência: "Se o custeio do sistema não for devidamente equacionado, muito em breve não haverá dinheiro para pagar as pensões, os benefícios e as aposentadorias. Isso certamente não acontecerá no meu governo. Mas se o problema não for resolvido agora, fatalmente os jovens sofrerão amanhã as conseqüências."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.