Mendes pode analisar hoje habeas para 2 últimos presos

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, pode analisar ainda hoje os pedidos de habeas-corpus dos últimos dois investigados pela Polícia Federal (PF) na Operação Satiagraha, Humberto Braz e Hugo Sérgio Chicaroni, que permanecem presos. Eles são apontados pela PF como os emissários do sócio-fundador do Banco Opportunity, Daniel Dantas, na tentativa de subornar um delegado da corporação para que o nome do banqueiro e de outros suspeitos fossem retirados do inquérito.Os pedidos foram feitos hoje ao STF no mesmo habeas-corpus que já beneficiou Dantas e outros investigados. Os dois querem que seja estendida a eles a decisão de Gilmar Mendes de soltar 22 dos 24 apontados pela PF como envolvidos no suposto esquema de desvio de verbas públicas, corrupção e lavagem de dinheiro.Braz, ex-diretor da Brasil Telecom Participações, é considerado pela PF braço direito de Daniel Dantas. Ele se entregou ontem à Polícia Federal em São Paulo. O ex-diretor e Chicaroni tiveram a prisão preventiva decretada pelo juiz da 6ª Vara Criminal de São Paulo, Fausto de Sanctis. Os demais investigados haviam sido presos temporariamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.